Confecção de Roupas: Transformando dons em profissão

Quando temos um sonho nós queremos a todo o custo que ele seja realizado, seja ele aquele sonho de encontrar o príncipe encantado ou o simples sonho de querer ter a casa própria ou um bom emprego. E no meio dos sonhos, também existe a inclusão dos dons, aquelas habilidades que você reconhece ser bom e quer envolvê-las no meio profissional, principalmente se sua habilidade é ser criativo.

Ultimamente, estamos vendo cada vez mais o ramo de confecção crescendo no meio do mercado de trabalho. Pessoas que possuem gosto por acessórios, tem habilidades para desenhos e querem confeccioná-los em camisetas ou calças virgens, estão procurando entrar no ramo de confecção e até montam sua própria empresa com outras pessoas que querem seguir os mesmos passos.

E nos últimos tempos, as confecções de roupas estão sendo cada vez mais procuradas por escolas, congressos, reuniões, pequenas empresas, empresas de eventos, por todos os grupos que tenham algum tema ou nomenclatura que queira homenagear ou criar uma marca ou identificação.

Você é uma dessas pessoas que quer envolver sua criatividade no ramo profissional, mas não sabe por onde começar? Não se preocupe e nem se desespere com isso, pois nesse post vamos te explicar tudo sobre essa nova profissão e te dar dicas de como começar sua própria empresa.

O começo de tudo: O que preciso para dar início a minha empresa?

O fator principal para que sua empresa de confecção venha ter roupas com design únicos e detalhes exclusivos que possuem um pouco de você em cada traço é ter uma boa criatividade e inspiração, algo que você já tem desde o berço.

Porém, para que a empresa venha ter reconhecimento e alto rendimento, você precisa ter um design formado em moda para criar peças únicas e estilosas, costureiras para dar vida às peças e aplicar detalhes as roupas confeccionadas, pessoas com espírito de venda que sabem lidar com o público e fazer um marketing que convença os clientes a comprar suas peças, um gerente de produção para te ajudar no controle de peças e outro gerente para tomar conta dos lucros.

Claro, se você é iniciante no assunto, você não vai contratar esse monte de pessoas de uma vez (você nem vai ter dinheiro o suficiente para pagá-los, logo de começo). Se você quer mesmo seguir essa profissão, comece a estudar sobre ela, sobre as táticas de venda e marketing, como ser um bom líder, entre outros assuntos que te favorecem conhecimento para pôr em prática toda as suas ideias. Afinal, não adianta tomar a frente de um negócio se você não sabe nem do que se trata!

Confecção Própria X Confecção por Encomenda

Certo que citamos as pessoas com mais criatividade para entrar no ramo da confecção, porém aquelas que não tem a criatividade tão fértil mas se interessam pela profissão também podem investir nela.Como já citamos no tópico acima, existem dois tipos de confecções: confecção própria e confecção por encomenda.

  • Confecção Própria

A confecção de criação própria funciona quando você está disposto a criar sua própria marca, ou seja, uma grife para ser expandida conforme for se popularizando no meio da sociedade. Para isso, você precisa ter uma quantidade significante de dinheiro guardado para investir nas máquinas e materiais que vai precisar para produzir suas peças.

Geralmente, as pessoas que se focam na confecção própria começam na própria casa, produzindo pequenas quantidade de peças e designs, porém precisa investir nas máquinas e produtos necessários para que as peças sejam produzidas.

Uma boa quantia deve ser guardada antes de dar o “start” na confecção, pois máquinas de costura e de estampas não são tão baratas como pensamos, e você não vai querer trabalhar com máquinas fuleiras, não é?! Até porque, quando compramos coisas meia boca, os resultados também saem meia boca.

  • Confecção por Encomenda

Esse estilo de confecção é para você que não possui muita criatividade, porém pode atender pedidos e fazer encomendas com outras empresas do mesmo ramo, sendo parceiras uma da outra. Ou então, você pode produzir a arte e a empresa parceira fica responsável em confeccioná-la nas peças.

Esse modo te permite trabalhar mais, porém não te dará tanta experiência no ramo como ser o próprio desenvolvedor da arte e ser responsável em confeccioná-la as peças, dar os detalhes e os toques finais.

Como popularizo minha empresa?

Maneiras maravilhosas para fazer sua empresa de confecção crescer e se popularizar entre a sociedade é o marketing. Fazer vários banners com novidades, sempre postar novas peças e estampas, as novidades, fazer campanhas, folders, sempre mencionar suas qualidade e, principalmente, ser sincero com o público. E algo que te ajudará muito a crescer e ser reconhecido será seu modo de lidar com o ciente.

Atenção, dedicação, educação e paciência são essenciais para o crescimento da empresa e boa lábia sobre seus produtos.

Importante!!!

Para tudo que você for montar ou pôr em prática, o planejamento e um briefing de todas as ideias e objetivos são essenciais para ter um bom negócio e desenvolvimento mais preciso sobre o assunto.

E aí, preparado para pôr sua criatividade em prática? Uma coisa muito importante que você sempre precisa levar dentro de você, independente se está dentro da sua empresa ou fora: a alma do negócio sempre será o marketing, e tratar os clientes da mesma forma que gostaria de ser tratado é excepcional!